Publicidade
bemestar

, ,

Sai pra lá inveja!

Presente em todos os tipos de relacionamentos, nem sempre a inveja é apenas negativa, ela também tem seu lado positivo
postado por jornalismo em   30/11/2016

Por Rúbia Costa

invejaA inveja é um sentimento universal, um dos sete pecados capitais. Com frequência vemos a inveja nos outros, pois são raras as pessoas que admitem já terem sentido uma pontinha de inveja uma vez na vida.

De acordo com o dicionário Michaelis, existem três significados para a palavra inveja. São eles: 1) Sentimento de ódio, desgosto ou pesar que é provocado pelo bem-estar ou pela prosperidade ou felicidade de outrem; 2) Desejo muito forte de possuir ou desfrutar de algum bem possuído ou desfrutado por outra pessoa, avidez, cobiça, cupidez; 3) O objeto da inveja.

A inveja esta presente em todos os tipos de relacionamentos, seja entre amigos, colegas de trabalho e até mesmo familiares. É motivada por comparações desfavoráveis de uma pessoa em relação à outra, por conquistas, sucesso profissional, posses materiais (casa, carro, roupa, tipo físico) e até mesmo pela felicidade do outro. Quem frequentemente experimenta esse sentimento aparenta ser uma pessoa em permanente estado de insatisfação, uma vez que no sentimento de inveja não há sombra de prazer, apenas desapontamento, decepção, frustração.

Quando o desejo de prejudicar o outro se torna concreto, a inveja tornou-se patológica. Nesse momento cabe a procura por um especialista (psicólogo) para que ele ajude a entender esses sentimentos negativos como hostilidade, ódio e ressentimento.

Mas nem sempre a inveja é apenas negativa. Ela também tem seu lado positivo. Por exemplo, quando pegamos como referência alguém bem sucedido, isso nos impulsiona, nos motiva a melhorar, a lutar cada vez mais para alcançarmos nosso real objetivo. Para isso é necessário ser uma pessoa confiante em suas habilidades, potencialidades, capacidades e com autoestima bem trabalhada.

 

Rúbia Costa é psicóloga especializada em Recursos Humanos e Desenvolvimento Organizacional. Atualmente trabalha na APAE de Campos do Jordão e de Sapucaí Mirim, além de atender no consultório particular. 


Deixe sua opinião

Os comentarios desta página não representam a opinião do Portal Acontece São Bento.

Publicidade